terça-feira, 16 de novembro de 2010

O primeiro dia na ONG

Que não é hoje. Foi ontem. =P

Cheguei às 11h, como eles pediram, para que eu conhecesse o outro voluntário que também começou ontem. Um turco, aparentemente aposentado, que diz que é melhor fazer trabalho voluntário do que ficar em casa tamborilando os dedos. Eu que diga. Ele lembra muito meu avô, não sei porquê. Devem ser os olhos. Simpático e atencioso como os outros, já perguntou logo se poderíamos nos tratar como "du" (você).

Conversamos um pouco e já recebi uma atividade pra fazer: digitar a ata de uma reunião (quem liga pra minha mão, minha gente?). Olha, déjà vu total esse, viu? No meio da digitação, me dei conta de que voltei minha vida profissional ao momento zero, 10 anos atrás. Meu primeiro estágio no Brasil foi numa cooperativa e o trabalho consistia, basicamente, em registrar e digitar atas (depois, as responsabilidades aumentaram até eu ser contratada). E agora, estou eu na Alemanha fazendo a mesma coisa, hein? Será que eu aprendo alguma coisa com essa atividade boba? Com certeza.

- Eu não estava acostumada a digitar em teclado alemão (sim, é diferente. O z é no lugar do y e existem as teclas ä, ö e ü, e mais uns detalhes) Eu levei mais tempo do que o normal por conta disso.
- O sistema é todo em alemão. Também não estava acostumada. Bora lá aprender a mexer no Office em alemão? Onde é que fica as ferramentas? E a edição? É o office novo, eu tinha o 2003 no micro e agora estou com o openoffice. Imagina aí? Estou tão perdida como cego em tiroteio.
- Mais vocabulário e ortografia para assimilar.
- Vou ganhar segurança, pois estou fazendo um trabalho (qualquer que fosse) sem pressão, já que é voluntário.
- E o principal: eu vou desbloquear meu alemão!

Já pensou passar aperto num emprego por causa disso? Depois desse voluntariado, pularei essa fase.

A cereja do bolo fica por conta de ter encontrado o cara que vai me passar algumas atividades do Büro (escritório) com os dois olhos roxos. "Puta que pariu!" (palavrão necessário para vocês compreenderem o meu susto.), eu pensei, "será que esse cara se mete em confusão? Bem que ele tem cara de Hells Angel...". Como eu não tenho intimidade, nem perguntei o que aconteceu. Foi só no final do dia que descobri que o coitado foi assaltado na semana passada. Tadinho, levou porrada porque reagiu. Brasil? Oi? E eu vou pro inferno porque pensei maldade. É que a rua aonde fica a ONG é uma das mais famosas de Berlin, só que pelos motivos errados. Por lá, já rolou muita droga, tráfico, clãs árabes, gangues russas e outras coisas mais. Agora, depois de anos, e com muita intervenção, é que a situação está melhorando.

E eu lá, no meio. Eles me contaram um monte de coisas que já aconteceu lá e eu com cara de paisagem, como se o que eles tivessem me contando fosse novidade pra mim... Deixo que eles se iludam? Deixo. Sou malvada.

No mais, aguardem novos relatos.

25 comentários:

  1. Você não é malvada...é terível!
    Bom que gostou do seu primeiro dia!
    Ontem por aqui foi feriado então a semana começa hoje pra galera!
    Seu alemão ficará afiado depois dessa experiência,e deve ser engraçado se ver na mesma situação de 10 anos antes...
    Seu braço,mocinha?Como anda?Abusando pelo jeito...
    Boa sorte no voluntariado!
    Beijo
    Afrodite

    ResponderExcluir
  2. Menina, sempre quis fazer trabalho voluntário em ONG! Legal. E como bem disse o turco, melhor do que ficar em casa tamborilando os dedos...

    Quanto a mim, eu fico em casa fazendo cartões e assistindo Big Bang Theory, rsrsrsrs. Bem melhor, né?

    ResponderExcluir
  3. Cara de paisagem? Menina, da proxima vez desata a chorar, fala que tem medo de violencia, que no jardim de onde voce vem nada disso existe. Que o que eles veem na TV sobre o Brasil e pura enganacao...

    ok,ok, a malvada SOU EU!

    ResponderExcluir
  4. Boa sorte com seu trabalho. No final das contas, o importante para vc é deslanchar no alemão (e ainda fazer o bem como voluntária de ONG!) Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Tá vendo só? A gente nunca volta realmente para a estaca zero, nem quando o trabalho parece igual. Vai ser um aprendizado ótimo pra você. E é como eu digo pros meus alunos: linha no currículo, moçada! A gente nunca sabe o que vai contar ponto lá na frente!
    Boa sorte na ONG, e que você não tenha que testar seus golpes de lutas marciais na vizinhança!
    bjk
    Mônica
    @madamemon

    ResponderExcluir
  6. Que primeiro dia hein! e o segundo? ahahaha conta conta!
    mto legal, eve. e bora desenrolar esse alemao!

    ResponderExcluir
  7. Eu acho é bem certo!

    Ficam falando um monte do Brasil por aí, q é violento, q têm macacos andando na rua, até q tem quadrilha de roubo de orgãos (filme "turistas" é o melhor exemplo da nossa imagem)... Tem q se mostrar bem assustada com esse olho roxo!!! rs

    Devia inclusive ter falado: Nossa, q horror! Nunca vi isso na minha vida! hahahaha

    Bjusss

    ResponderExcluir
  8. Boa sorte hein, no trabalho e pelas redondezas rsrs...

    ResponderExcluir
  9. pelo visto vc ta entendendo bem o alemao! mas fiquei assustada com esse assalto. aqui isso nao é comum, acontecem furtos, mas apanhar assim ainda nao ouvi. bj

    ResponderExcluir
  10. Eve,

    Boa sorte, na ONG! Para quem digita com todos os dedos ter o z e o y em posição diferente atrapalha a vida. Tenho certeza que essa experiência será de grande valia para que o seu alemão seja aperfeiçoado. Malvada você, hein? Só porque o carta está com dois olhos roxos. rsrsrs Eu pensaria o mesmo! Bjs!

    ResponderExcluir
  11. Qualquer ponto de onde as coisas começam tem que ser chamando de início. Honestamente eu desejo que você consiga ser tão afiada em outro idioma quanto é em tua língua materna. Acredita se eu disser que tenho admiração pela tua coragem?
    Um beijo

    ResponderExcluir
  12. Oi Eve,
    Pelo visto esse trabalho vai surtir ótimo efeito sobre seu alemão.
    Eu fiz datilografia ainda pequena. Tive uma única experiência com um computador alemão, sem falar nenhuma palavra do idioma. Eu não sabia onde estava cortar, colar etc. E onde está o Z meu deus, cadê, cadê? E a tecla Ctrl e Shift, o que é que tem escrito mesmo? Muito estranho. E como eu estava digitando um texto em português, como fazer o "ç" e acentos? Precisei pedir "ajuda aos universitários"!
    Sucesso para você e se cuida!
    Beijos

    ResponderExcluir
  13. Oi Eve,
    Eu também ficaria com um pé atrás ao conhecer alguém todo machucado assim. Cara de Hells Angel...rsrsrs
    Que bom que este trabalho está sendo produtivo.
    Abraços!!

    ResponderExcluir
  14. Ata de reuniao em alemao, Minha Nossa Senhora!rsrsrsrsr Cuidado por ai Eve.Beijocas

    ResponderExcluir
  15. Que primeiro dia! Espero que você continue gostando, se divertindo e se enchendo de bons causos pra nos contar por aqui :)
    bjs

    ResponderExcluir
  16. Uhm a vida está ficando emocionante, viva aos desafios.
    Como são as gangues aí e esse preconceito com os turcos ainda existe?
    Eu quero os detalhes sordidos HAHAHAAAAAA!!!!
    Bj

    ResponderExcluir
  17. Amiga, fazer cara de "desprotegida" vez ou outra sempre ajuda...rs.. (ainda mais em campo de guerra, ou de trablaho! rs) Não salvam os mais fracos antes??? :)

    Salve-se! rs

    [e ser salva por um hell angel não é nada mau]

    beijos!!!

    ResponderExcluir
  18. Que bom que deu tudo certo no primeiro dia! Seu alemao agora vai deslanchar. Daqui a pouco vc tá dando aula pra gente. hehehehe
    Beijos

    ResponderExcluir
  19. Eve agora conta o segundo dia, quero rir mais um pouco....rsrsrsrs. Que bom que está dando tudo certo, estou torcendo muito por você viu.

    Bjs!

    ResponderExcluir
  20. Quando falaste da ausência de pressão, vi o quanto é bom aprender simplesmente pra ganhar experiência - por aqui logo logo vou encarar um trabalho voluntário tb.Ainda não posso[nem isso] pq em alguns casos tem que ter papelada[ai que saco!].

    Mas é isso assim, Miss Cachinho! Vai desenrolar o alemão e sair de lá mais falante e desenrolada

    Congrats!

    ResponderExcluir
  21. Anos de Brasil e eles acham que nos assustam com esses causos... hehe! Dependendo da cidade onde vc vivia no BR, com certeza vc não estranhou nada do que te contaram.

    Qto ao teclado, Office e etc.. tenta descobrir os atalhos pelo teclado mesmo que na hora de digitar e formatar fica mais fácil. Lembro de um teste que fiz numa entrevista de emprego que eles (sacanas) tiraram a barra de ferramentas e eu tive que me virar com os atalhos. Alguns eu não lembrava e aí deu pau.. Coisas bobas com abrir um doc novo, salvar o bendito, me fudi né. Bjos flor

    ResponderExcluir
  22. O melhor de tudo é que além de exercitar o alemão você treina as vivências e experiências! Parabéns!!
    Quanto ao susto...nada que você não possa superar! :)

    ResponderExcluir
  23. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  24. Olá, moro na Áustria há 7 meses, estou estudando alemão (B1), mas ainda não "destravei", isso aumenta cada dia mais a minha ansiedade... :(
    Gostaria muito de fazer um trabalho voluntário, mas estou insegura em relação a comunicação. Algumas pessoas dizem que é cedo para isso, mas penso que a interação me ajudará a melhorar o idioma, então o quanto antes melhor! Quanto tempo você estudou alemão até começar o voluntariado?
    Danke!

    ResponderExcluir

Após o término da ligação, continue na linha. A sua opinião é muito importante para nós! =P