quarta-feira, 13 de novembro de 2013

Histórias de uma festa - Parte final

O amigo que deu a festa é amigo de marido desde o ginásio. Eles se conhecem há mais de 40 anos (abafa). Esse amigo tem quatro irmãs. A mais velha foi pra Namíbia, lembram? As duas mais novas conheci também, mas foram conversas rápidas. A segunda do meio sentou à mesma mesa e ficamos conversando a festa toda. Super simpática, pastora, mãe de duas filhas, casada com um holandês.

Uma das filhas, inclusive, fala português e teria ficado muito feliz em ter me conhecido, segundo a mãe, se o carro dela não tivesse quebrado no meio do caminho e ela ficasse sem poder ir à festa. Ela estava vindo da Holanda, aonde estuda.

No meio de um papo, a filha mais velha senta conosco e a mãe nos apresenta, e a filha, sem nem pensar, pergunta apontando para marido:

- Era por ele que você era apaixonada na infância???

A mulher deu um pulo na cadeira, ficou vermelha, roxa, lilás, azul e gritava:

- Oh meu Deus! Oh meu Deus! Que vergonha!

Marido, obviamente, vermelho também. Eu na maior gargalhada, achando o máximo a mulher estar envergonhada por conta de um amor de juventude. Que, segundo eles, nunca foi correspondido porque ela era menor e ele tinha namorada. E ainda vem me pedir desculpas.

Mas, gente, e eu lá vou me incomodar por uma coisa que aconteceu quando eu nem era nascida ainda? hahahahahahaha

17 comentários:

  1. "quando eu nem era nascida ainda" abafa de novo! haha

    ResponderExcluir
  2. Xi, eu já me importaria... O tipo de conversa da qual prefiro nem participar! :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. nao foi nd sério, e o marido dela ainda estava ao lado. hahahaha
      o mico quem pagou foi ela. hahahaha

      Excluir
  3. mas andar pelado por aí não enrubesce ninguém. vai entender rsrsrsrs

    ResponderExcluir
  4. Eve, kkkkkkk!
    Você está devendo a foto do rostinho, rs!
    Beijos,
    Manoel

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O link das fotos está no post anterior!

      Excluir
  5. A sua explicação para não se importar foi a melhor ever :)

    ResponderExcluir
  6. Eu acho muito engraçado porque os grupos se mantém por aqui desde o berçário, coisa que a gente no Brasil perde, gente que a gente nunca mais vê. Acho bacana maaas, por um lado, monótono, sempre as mesmas pessoas nas festas e reuniões. Deve ter sido muito engraçado hahaha e a filha, hein...nada discreta. hahahaha

    ResponderExcluir
  7. UAHUHUHAUA quando nem era nascida é ótimo rsss

    Mas olha, foi elegantíssimo da parte dela. Tem mulher que não gosta disso rs

    Kisu!

    ResponderExcluir

Após o término da ligação, continue na linha. A sua opinião é muito importante para nós! =P