quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

Pergunte ao Caramelo

A Gisley, queridona, criou um novo quadro em seu blog e uma das indicadas a dar prosseguimento à história foi a pessoa que vos escreve, mais conhecida como Eu.

Pra quem não sabe, Caramelo é o sofá da Gisley, tá? Agora, não me perguntem porque foi que ela inventou o quadro com esse nome. Pra saber mais, só indo lá no blog da moça.

E a pergunta inicial foi: Como é ser casada com um estrangeiro? (que vai entrar também no meu FAQ)

Eu sou casada com um a mais de sete anos. Pra mim, não foi difícil me habituar, pois marido já morava há nove anos no Brasil e ele já estava mais baiano que alemão. Mas, mesmo assim, vivi algumas coisas que não estava acostumada.

Por exemplo:

"Amor, vou ali no cinema com o pessoal, tá?"
"Tá."
"Ué? Você não vai perguntar com quem eu vou?"
"Você não vai com seus amigos?"
"Sim. Mas... Mas, a maioria é homem."
"E daí?"
"Você não vai reclamar ou sentir ciúmes porque vai um monte de homem e você não?"
"Não."
"Certeza?"
"Absoluta."
"Então, tá. Fui."

Na Alemanha, tudo se "joga fora". Porque tem lugar pra se depositar tudo, até a roupa que você não quer mais. No Brasil, ele queria jogar tudo fora. Tudo. Uma vez, separei uns pares de sandálias para levar a um sapateiro para trocar os saltos ou colar umas tiras. Eram quatro pares. Eu coloquei no fundo do carro e esqueci de tirar. Dias depois que eu procuro a sacola, cadê? Marido tinha JOGADO fora. Eu quase arranquei o pescoço dele. Ele disse que ficou muito tempo no fundo do carro e achou que fosse pra jogar fora. Muito tempo no fundo do carro, porque eu ainda não tinha achado um bom sapateiro, ora bolas! E era assim com tudo que ele achasse que não tinha serventia. Agora, eu que fosse mexer na papelada dele...


Culturalmente falando, algumas brasileiras podem estranhar muito o fato de alemão ser direto, falar o que pensa e você que digira aí o negócio. Ainda mais se perguntou. Então, se não quer ouvir que está gorda, não pergunte.

Alemão não sabe elogiar. Portanto, não estranhe se ele disser que você está linda com esse vestido azul, MAS, ficaria muito melhor com o estampado porque combina mais com o seu tom de pele. Sim, sempre terá um MAS depois de cada elogio alemão.

Eu sou safa nesses assuntos. Eu gosto de ouvir críticas, também sou muito direta e, dificilmente, deixo algum comentário sem resposta. Marido já sabe disso e, às vezes, gosta de me provocar.

O segredo mesmo é o bom humor. A gente não tem tabus. Até porque, sabemos quais são nossos pontos fracos e rimos deles. Afinal, nossa história já começou na quebra desses tabus, né mesmo?

E quando existir alguma diferença, o melhor é conversar, expor a situação e chegar a um acordo. Porque existem diferenças dos dois lados, tenham certeza disso.

Vou aproveitar e deixar o espaço aberto. Quem quiser fazer alguma pergunta específica sobre o homem alemão, pode deixar nos comentários que eu respondo. (Ui! A expert em "homem alemão". Gente, abafa!)

21 comentários:

  1. hahaha parece que li a descricao do meu! pois é, essa do "vou ali ta?" "ta, certo. vai" eu fiquei bege! eu queria visitar minha familia na italia e ele falou "compra a passagem e vai" e eu perguntei, como assim eu vou sozinha? pois é, pra ele nao tem problema nenhum!
    Essa coisa de ser direto ja me deixou sem graca varias vezes! tanto por parte dele como da familia. Alemaes simplesmente perguntam tudo assim na cara.
    Hoje estou acostumada :)
    oia, vi meu link ai :) bigada.
    bjoss

    ResponderExcluir
  2. Adorei!!!
    Naõ sou alemã, mas eu tenho esse instinto de jogar tudo fora, kkkkkkkkkk.

    Tá, e alemão nao é ciumento então???

    Bjo

    ResponderExcluir
  3. Quando a gente para pra pensar, realmente é possível se lembrar de muitas coisas engraçadas vivenciadas com o marido "gringo". Eu nunca reparei de fato porque nunca fui casada com "brasileiro". Eu acho que, no geral, eles são muito mais fáceis de se lidar porque são mais abertos, vem de uma cultura mais igualitária e incentivam a nossa individualidade/independência, pelos menos é esta a minha opinião. Nào nos acompanhar em todos os eventos não significa, necessáriamente, que ele não seja companheiro. É apenas uma questão de estar a fim ou não. Se a mulher for muito carente, terá alguns probleminhas no começo até se acostumar ao jeitão, muitas vezes, desligado. Se vc quer algo deles, precisa falar abertamente. Mas no fundo mesmo, quando há amor, tudo cai como um luva. Você nem se dá conta que o seu marido é de outra nacionalidade, porque ele é único na sua vida. hahaha

    ResponderExcluir
  4. Eve, vc escreveu o segredo de viver bem com o marido estrangeiro ou nao: conversar e ter bom humor. Afinal, homem é complicado em qualquer lugar do mundo. hehehehehe Acho que com amor, respeito, paciencia, companheirismo e amizade, as diferencas sao sempre vencidas.
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Que legal saber um pouco mais de vocês!!! Aqui tudo se guarda, é o contrário daí, toda cancalharia se guarda no porão eles tem a mentalidade de um dia poder usar novamente.

    Pra mim o mais dificíl foi me acostumar com esse jeito direto, mas hoje sou agradecida por eles serem assim tão honestos. Assim como vc também cheguei a conclusão que a maioria das coisas deve ser vistas com humor.

    Bjs Eve!!!

    ResponderExcluir
  6. sra. expert em homem alemao: olha que eu pergunto, hein! hehehehehe

    acho que manter o bom humor é valido em qualquer relacao. alias, diria ate indispensavel! bom humor torna a vida tao mais leve! ate o pastor que fez o nosso casamento aconselhou isso!

    e, claro, conversa sempre. beijo!

    ResponderExcluir
  7. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  8. Oi Eve!! A minha situação é um pouquinho diferente, mas acho que é válida tb: primeiro não sou casada, sou juntada :D, ou seja o meu é namorido; e segundo não é alemão, é tcheco. Como são vizinhos, têm lá suas semelhanças e essas que vc descreveu são muito parecidas, tipo não ser ciumento e direto - mas o mais engraçado é o total oposto do seu marido - ele não joga NADA fora, herança comunista do "um dia a gente ainda vai precisar disso". Mas o mais engraçado é a dificuldade de por emoções pra fora. O caso mais engraçado foi quando nós fomos visitar a cidade onde ele nasceu, e ele dizia estar com muitas saudades dos seus melhores amigos. Quando chegamos ao restaurante onde íamos encontrar os tais melhores amigos, assim que entramos ele cumprimentou um cara, aperto de mão e tals, super formal. Então eu tb disse oi e quando vi o Gringo se preparando para sentar na mesa do cara perguntei: então, cadê seus amigos? Claro, eram aqueles ali mesmo!! Imagina!!!! Ficar anos sem ver os amigos de infância e cumprimentar com aperto de mãããooo???? Eu enlouqueço hahaha! Adoro seu blog. bjs

    ResponderExcluir
  9. Adoro seu bloguito, mas acho q nunca postei aqui....tb sou casada com uma alemao há 9 meses e estamos juntos há sente anos...tudo o q vc falou é verdade....como nunca tinha sido casada com um brasileiro nao sei dizer a diferenca, só sei q é por ser direto e respeitar q somos "indivíduos" quer dizer viemos sozinhos e vamos sozinhos deste mundo, é que me dou bem com ele e nos amamos tanto...pois sou igual....hoje mesmo perguntei se estava gorda e ele disse : se vc quiser saber a verdade do q penso nao me pergunte...kkkk....só com bom humor mesmo, mas amanha mesmo comeco o regime (to precisando mesmo e sei disto...rs..) beijokas e continue mesmo com seu blog, que adoro e admiro...beijokas Ellen

    ResponderExcluir
  10. OI Eve, o meu alemão já é diferente, ele gosta de uma tranqueraiada que nossa...
    Já perdi as contas que quantas visitas eu fiz a ROVA ( que é o deposito de lixo) tinha tanta coisa guardada, e o pior de tudo, que era coisas que não serviam pra nada.
    Mas eles falam tudo na lata, assim sem rodeios.
    bjuss

    ResponderExcluir
  11. Culturas completamente diferentes mas que se entendem bem. é isso
    alemão com brasileira? acho o alemão frio acho a brasileira quente. por isso fica morno
    kis .=)

    ResponderExcluir
  12. Haha, ri muito deste post, eles são realmente diretos, quando fiquei na casa do meu alemão em janeiro passado, ele tava me enchendo de comida daí eu já sou gorda mesmo, e tava comendo mais ainda e eu disse: "Querido, pára de me dar muita comida, olha minha barriga!" e ele: "O quê? Tá igual como sempre foi!" o.O hauahua ele é direto sim mas é ciumento!

    Kaiana

    ResponderExcluir
  13. Haha, ri muito deste post, eles são realmente diretos, quando fiquei na casa do meu alemão em janeiro passado, ele tava me enchendo de comida daí eu já sou gorda mesmo, e tava comendo mais ainda e eu disse: "Querido, pára de me dar muita comida, olha minha barriga!" e ele: "O quê? Tá igual como sempre foi!" o.O hauahua ele é direto sim mas é ciumento!

    Kaiana

    ResponderExcluir
  14. Primeiramente, obg pela sua participação :)! - segundo, fiquei chocada como os alemães são desencanados,rs... Cultura é assim mesmo...Mas porém gostei muito da honestidade, mesmo que seja "bruta".


    Gde abraço :)!

    ResponderExcluir
  15. Eu não sou casado mas namoro com alemão e ele é super ciumento, será que rola diferença entre os héteros???? Eu me divirto muito lendo seu blog Eve, volto a escrever no domingo, quando ja estarei ai passando frio com os brasucas... bjs

    ResponderExcluir
  16. Ainda não sou casada, mas tenho a sensação que dividimos o mesmo alemão.... hohohoho

    ResponderExcluir
  17. Oi Pessoas!
    Eu acho que o lance é que eles respeitam a nossa individualidade. Estamos casadas, mas não deixamos de ser quem somos.

    Ellen, Raquel e Kaiana, sejam bem vindas. Raquel, vc mora em Budapeste?

    Gente, morri! Morro de vontade de conhecer!

    Quanto ao ciúme, acho que isso depende da personalidade de cada um também. ;) O meu não é ciumento. Só no início que ele era mais inseguro. Acho que é normal.

    Bjs, povo!

    ResponderExcluir
  18. Ah eu queria perguntarrrrr

    Não sei ...
    Melhor não né?

    quem sabe um dia em pessoa...
    bj

    ResponderExcluir
  19. Fabrícia Martins1 de mar de 2011 22:18:00

    Hahaha, meu namorado não é alemão, mas parece muito com um... E a sinceridade então, nem se fala XD

    Deve ser uma experiência e tanto pra vc!

    ResponderExcluir
  20. Hey Eve
    tudo bom???
    adorei esse blog e o outro sobe as dicas de alemao
    to aqui em OLdenburg - niedersachsen. nao muito longe mas tb nao muito perto dai.
    eu estzou aqui entendendo aos poucos a cultural geral e os habitos do pessoal... mas nao consegui entender como funciona a MULHER ALema. aahahahah so algumas coisas.
    vc poderia esclarecer detalhadamente como funciona?
    q: p
    VALEU
    JP

    ResponderExcluir
  21. Oi!
    Adorei o post! Sou nova aqui mas acho q voltarei sempre! Bom, o meu alemão é namorido ainda, mas é bem do jeito q vc escreveu. A parte ruim é q ainda estou no Brasil (morei na Alemanha mas tive q voltar por causa do visto) e nos vemos a cada 4 meses... estou tentando um emprego/bolsa de estudos para podermos juntar as escovas de dentes! Então torçam por mim!!!! beijos

    ResponderExcluir

Após o término da ligação, continue na linha. A sua opinião é muito importante para nós! =P