terça-feira, 21 de janeiro de 2014

Quatro anos, dois anos...

Hoje fazem exatos quatro anos que me mudei para a Alemanha. Em três dias farão exatos dois anos que entrei a primeira vez no hospital. Metade do meu tempo aqui tenho tentado recuperar minha saúde para voltar a investir nos meus objetivos.

Alguns dias atrás, descobri que ela, a saúde, ainda não está do jeito que quero. Ou seja, vou entrar no quinto ano, contando o terceiro em que tento, pelo menos, parar de tomar remédio. Aquele remédio que deixa meu sistema imunológico em paz e me impede de ter uma reação. Tipo assim, eu estou bem, estou curada, mas meu sistema imunológico não entendeu isso ainda e fica tentando combater o que não existe mais (versão curta da história, claro). Aí eu fico lá e cá. Sou uma "morta-viva". Sacanagem!

Porém, eu olho pra trás e apesar de doer, de ter doído, estou muito orgulhosa de mim, das marcas que a vida me deixou, e por ter sobrevivido com a certeza que tornei-me ainda mais forte. Além de não perder o humor, que é fundamental.

E como são as coisas, né? Metade de mim é luta, a outra metade também.

P.S.: Enquanto digitava esse texto, recebi uma mensagem de uma pessoa do BR que acabou de conhecer a minha mãe: "Ela é sorridente igual a você!". Taí, Beth, é mesmo genético. Porque, certeza que a vida da minha mãe não foi e nem é fácil. Mas, segue sorrindo.

P.S. do P.S.: E chega de chororô e reflexão... bora lá voltar pra programação normal do blog!

23 comentários:

  1. Dá pra sentir sua força e determinação nas suas palavras. Você é uma guerreira!
    Beijos,
    Ju
    www.voucontarpravoce.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Nossa Eve, voce me inspira. O 3o paragrafo entao...eu olho pra mais recente ferida que a vida me deu, que ainda esta sangrando e so sinto raiva mesmo. mas eh aquele negocio neh "eh preciso ter forca, eh preciso ter raca, eh preciso ter ganha sempre"...vou me inspirar em voce essa semana :). beijo e que seu corpo aprenda logo a regra do baba, porque neh, chega!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vamos nos inspirar mutuamente, querida! Vc de lá, eu daqui!
      Bjs!
      p.s. conte-me isso ai!

      Excluir
  3. Já falei que vc é fofa? E é forte também. Pudera, tem sangue baiano.
    Um dia ainda te dou um abraço.

    ResponderExcluir
  4. E nada como o tempo e o aprendizado e a força que vem com ele. Com sua garra e humor então, não tem desânimo que resista! =]

    Temos que comemorar os quatro anos de Alemanha e também os outros dois de luta, que deu muita dor de cabeça, mas foi e está sendo muito bem sucedida.

    Torcendo aqui para esse sistema imunolouco se ajeitar logo pra você parar com esses remédios uó. E no mais, não se avexe não que o que é seu tá guardado! ;)

    Feliz quatro anos de Alemanha!!! Weeeee

    ResponderExcluir
  5. Eve, a gente vai vencendo etapas, por mais longas que pareçam ser...tudo vai acontecendo e a gente vai superando...só penso que a ansiedade é um bichinho que nos corrói e deixa a gente meio sem paciência...você é a cada dia uma vitoriosa. Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Negócio nem é ansiedade, é cansaço mesmo. Já podia estar bem, né? rsrs
      Bjs!

      Excluir
  6. Ei, vambora lá voltar pra programação normal do blog!!! :)
    Daí repito uma frase sua que falo pra mim mesma sempre: "Ninguém disse que seria fácil".
    Ah, vida!! Bjs
    Flavia

    ResponderExcluir
  7. Não se pode prever o que a vida nos reserva...as paradas obrigatórias que nos são impostas e as esperas que parecem interminaveis. Lembre-se Eve, que esse periodo de recuperação, é também de aprendizado, fortalecimento e superação. Quando estiver fisicamente pronta pra luta, haverá psicologicamente uma vontade e força muito maior que antes. Isso deixará você em vantagem.

    Suh Morais :)

    ResponderExcluir
  8. Minha amiga, essa é pra vc:
    http://letras.mus.br/oswaldo-montenegro/72954/
    (não sei se vai abrir ai na Alemanha, Metade, do Oswaldo Montenegro)
    Porque tuas metades de fazem um ser ímpar.
    beijão!!

    ResponderExcluir
  9. Eu não sei o que se passou contigo, mas é nítida a sua força e esse bom humor, certamente ajuda na recuperação.
    Parabéns.

    ResponderExcluir
  10. Puxa, espero que a saúde melhore, viu? Felizmente saúde mental não falta, como eu mesma comentei em outro post, você ganhou na loteria genética! Muita gente não entende isso, mas é assim mesmo. Não confundir com determinismo...A genética define metade de nossas vidas, a outra metade são as pessoas e acontecimentos à nossa volta e como lidamos (ou não) com eles. Mas agora chega de encher o saco, né? Torcendo pra você se recuperar logo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vc viu meu P.S. né? Acredito em vc! :)
      E obrigada!

      Excluir
  11. Eve, o seu bom humor faz parte da sua vida e você decidiu não se entregar. Força e bola pra frente. Torcendo aqui por ti para que sua saúde volte com força total.

    ResponderExcluir
  12. Já tá aí um bom tempo, hein? Parabéns e continue assim, vc já mudou muito!

    Kisu!

    ResponderExcluir

Após o término da ligação, continue na linha. A sua opinião é muito importante para nós! =P