segunda-feira, 29 de abril de 2013

Curiosidades sobre a Alemanha - a minha versão

Depois do textos do francês, alguns brasileiros que moram em outros países estão fazendo a mesma lista. Li uma lista de um brasileiro na Alemanha e como acho que posso contribuir com outros pontos, estou fazendo a minha versão.

Ao contrário do que muitos vão pensar, não é uma comparação do tipo certo ou errado, melhor ou pior. É claro que, com base na minha visão brasileira, consigo perceber o que é diferente na cultura alemã. Tomem esse texto como um relato de fatos e observações minhas nesses mais de três anos na Alemanha. E como toda lista, há muita generalização.

  1. Aqui na Alemanha se gosta muito de esporte. Gostam de futebol, basquete, hóquei... Mas, o esporte preferido mesmo é o de reclamar. Reclamam se o tempo está ruim, se está bom, se o trem atrasa 5 minutos, se você faz uma paradinha estratégica no meio da rua...
  2. Aqui na Alemanha se assoa o nariz em qualquer lugar, inclusive, à mesa. E eles não são nada discretos. Não se assuste se estiver tranquilamente sentado num banco de praça e alguém passar por você e fizer sons nada agradáveis num lenço de papel.
  3. Por falar em lenço de papel, aqui na Alemanha, eles sempre têm lenços de papel nos bolsos, nas bolsas... Podem ser usados, do inverno passado, ou novinhos, ainda no pacote.
  4. Aqui na Alemanha, não existe o hábito de se tomar banhos várias vezes ao dia. E muitos nem tomam todo dia. Isso também no verão. Eles dizem que gastam a pele e o hábito é perceptível no ar, nessa estação.
  5. Aqui na Alemanha, existem milhares de quilômetros de ciclovias por todo o país. Os ciclistas andam para todos os lugares e, muitas vezes, em qualquer tempo. Inclusive embaixo de temperaturas negativas.
  6. Aqui na Alemanha, pedestre sempre tem prioridade. Os carros param para você atravessar. A menos que o pedestre esteja, por distração, ocupando a ciclovia. Aí, ele vai ouvir a buzina ou os gritos de ciclistas mais estressados para sair do caminho deles.
  7. Aqui na Alemanha, existem inúmeros parques. Bonitos, organizados e bem cuidados, tanto pela prefeitura quanto pelos moradores.
  8. Aqui na Alemanha, existem inúmeros parques. Aqueles em que se pode fazer churrasco, aquele em que se pode deixar o cachorro solto e aqueles em que terá uma mulher fazendo topless e cinco metros depois, uma de burca.
  9. Aqui na Alemanha, no verão, cada metro quadrado de grama nos parques ou praças é disputado. Os alemães parecem lagartixas se expondo ao sol, depois de meses de inverno e escuridão. (Thiago, essa é pra você!)
  10. Aqui na Alemanha, tem as quatros estações bem definidas. Assim como as estações mudam, o humor também muda. Coitados de nós quando o inverno é longo....
  11. Aqui na Alemanha, ser gay é ok. O prefeito de Berlin é gay. No seu discurso de posse, ele disse: "eu sou gay, e está bom assim!".
  12. Aqui na Alemanha, existem todos os tipos de moda. Você pode encontrá-las todas num único  dia nas ruas. Ou numa única pessoa.
  13. Aqui na Alemanha, você pode sair com um moicano (o corte de cabelo) verde, azul ou lilás, uma roupa rasgada e ninguém vai apontar o dedo te criticando. Eles vão olhar, mas vai ficar só no olhar.
  14. Aqui na Alemanha, pode-se encontrar pessoas bebendo cerveja às 10h da manhã. Alguns já estão bêbadas nesse horário.
  15. Aqui na Alemanha, é normal encontrar pessoas peladas nos parques durante o verão. Principalmente, em estados da antiga DDR. Eles ainda acham estranho quando os brasileiros estranham esse comportamento.
  16. Aqui na Alemanha, existem saunas mistas. As pessoas ficam peladas lá, mulheres e homens. E estranham se brasileiros não aderem a esse comportamento.
  17. Aqui na Alemanha, ser machista está fora de moda. Mas, ainda existe muito sexismo. Muito.
  18. Aqui na Alemanha, o transporte público é integrado e, relativamente, pontual. O ônibus vai chegar a poucos minutos da partida do metrô, do bonde ou do trem. Com a mesma passagem, você pode andar em todos eles, na mesma cidade.
  19. Aqui na Alemanha, não tem cobrador ou catraca nos metrôs, trens ou bondes. Mas, existe fiscalização regular. Caso você seja pego sem passagem, a multa é de 40 euros. Nos ônibus, o cobrador é o motorista.
  20. Aqui na Alemanha, ainda existe nazismo e um partido político neo-nazista. Porém, quando essas pessoas organizam uma passeata em determinada cidade, aonde 200 neo-nazistas estarão presentes, 2000 civis estarão na mesma rua para impedir essa manifestação e mais 3000 policiais estarão nas ruas para impedir surtos de violência. (Números meramente ilustrativos)
  21. Aqui na Alemanha, pobreza não é passar fome, mas não participar da sociedade.
  22. Aqui na Alemanha, pelo menos em Berlin, vivem cerca de 140 nacionalidades diferentes.
  23. Aqui na Alemanha, um estrangeiro nascido na Alemanha, com passaporte alemão, continua, frequentemente, sendo tratado como estrangeiro, fazendo parte da população com "história de migração".
  24. Aqui na Alemanha, os caixas automáticos ficam expostos nas ruas.
  25. Aqui na Alemanha, é mais fácil um carro dormir na rua aberto e, no dia seguinte, continuar no mesmo lugar, do que uma bicicleta. Melhor não arriscar nem uma coisa nem outra.
  26. Aqui na Alemanha, existe o "bairrismo". Berlinenses acham que Berlin é melhor que Hamburg, os de Hamburg acham que Hamburg é melhor que Berlin. E o muniquenses acham que Munique é melhor que o resto da Alemanha. :)
  27. Aqui na Alemanha, quando se visita alguém em sua casa, costuma-se tirar os sapatos e deixar na entrada. Você vai entender isso num dia de muita neve e lama, caso alguém entre na sua casa e esqueça de tirar os sapatos. Principalmente, se seu chão for encarpetado.
  28. Aqui na Alemanha, quando se visita alguém em casa pela primeira vez, costuma-se levar algum "mimo". Pode ser um vinho, flores, chocolate...
  29. Aqui na Alemanha, alemães gostam muito de viajar. Viajam pelo próprio país, pela Europa, África, Áméricas... Por isso, eles podem te olhar de cara feia se você disser que nunca esteve na Amazônia.
  30. Aqui na Alemanha, os alemães acham meia hora para chegar de um lugar ao outro dentro de uma cidade, muito tempo. 200km é muito longe.
  31. Aqui na Alemanha, toma-se sorvete em qualquer época do ano. Quase.
  32. Aqui na Alemanha, também existe o chá ou café da tarde, com bolo ou biscoitos.
  33. Aqui na Alemanha, vinho é muito barato. Até o chileno.
  34. Aqui na Alemanha, homem faz xixi sentado quase sempre. O que dá pra entender, se levar em consideração que quem limpa mesmo o banheiro é ele.
  35. Aqui na Alemanha, não existe empregada doméstica. Só os muito ricos têm. Mas, existe faxineira. Que são, muitas vezes, estrangeiros ou estudantes universitários precisando de renda extra.
  36. Aqui na Alemanha, muito mais em Berlin, as marcas das guerras ainda são visíveis, principalmente quando se anda nas ruas e se vê no chão uma plaquinha dourada em frente a alguns prédios: "nessa casa morou a família Y, enviada para o Campo de Concentração na data X e morta na data Z"
  37. Aqui na Alemanha, remédio só é obtido com receita médica, é "gratuito". Porém, dependendo do remédio, pode-se pagar uma taxa de 5 ou 10 euros. Mas, xaropes, vitaminas e analgésicos comuns, por exemplo, podem ser comprados sem receita.
  38. Aqui na Alemanha, existe corrupção, sonegação de imposto e "jeitinhos". Como o caso de plágio da tese de doutorado do ministro. Por conta disso, ele teve que renunciar ao caso. Ou o antigo presidente, que foi acusado de tráfico de influência e também saiu. E as contas na Suíça dos ricos alemães dizem muita coisa.
  39. Aqui na Alemanha, a última categoria de estrangeiros é a dos refugiados. Ninguém quer e muitos fingem que nem existem. Contudo, por conta do seu histórico de guerra, a Alemanha não nega a entrada. Só dificulta a permanência.
  40. Aqui na Alemanha, muita coisa é "Do it yourself", porque mão de obra é muito cara. Pintar a casa e montar os móveis é responsabilidade dos moradores.
  41. Aqui na Alemanha, em 99% das casas de classe média pode-se encontrar móveis da IKEA. Não só porque são mais em conta, como porque são fáceis de montar.
  42. Aqui na Alemanha, os alemães fazem o número 3 com a mão usando o polegar, indicador e dedo médio. Lembram da cena de Inglorious Bastards?
  43. Aqui na Alemanha, garçons e atendentes de lojas falam inglês nas grandes cidades. Mesmo que seja macarrônico.
  44. Aqui na Alemanha, o rival no futebol é a Holanda. Na economia e cultura, a França.
  45. Aqui na Alemanha, em muitos lugares, como restaurantes ou prédios residenciais, cachorros são mais bem vindos do que crianças pequenas.
  46. Aqui na Alemanha, os cachorros são bem educados, quase não precisam de coleiras.
  47. Aqui na Alemanha, os estrangeiros têm mais crianças que os alemães.
  48. Aqui na Alemanha, estudante universitário recebe ajuda financeira para estudar. Entra na universidade por mérito de nota.
  49. Aqui na Alemanha, nas escolas, a nota mais baixa é o 6 e a mais alta é o 1.
  50. Aqui na Alemanha, economicamente, o muro que dividia a Alemanha Ocidental da Oriental ainda existe.
  51. Aqui na Alemanha, internet é rápida e barata. Existem planos de telefonia que incluem o telefone fixo, celular e a internet num mesmo pacote, num mesmo preço.
  52. Aqui na Alemanha, tem muito feriado. No Natal, por exemplo, dia 26 é feriado. Na páscoa, a sexta e a segunda. 
  53. Aqui na Alemanha, o ano letivo começa em julho/agosto. As férias escolares são: 6 semanas no verão, 2 semanas no outono, 10 dias no Natal e Ano Novo, 1 semana no inverno, 2 semanas na Páscoa. As datas variam de estado para estado.
  54. Aqui na Alemanha, não se fala abertamente de dinheiro, salário etc. Os funcionários são proibidos de falar quanto ganham para os colegas de trabalho, por existir a "livre concorrência".
  55. Aqui na Alemanha, existe uma palavra para cada tipo de "amigo". Colega de trabalho, colega de república, colega de escola, colega de faculdade, amig@/namorad@.
  56. Aqui na Alemanha, é o aniversariante que leva o bolo para os colegas de escola/faculdade/trabalho.
  57. Aqui na Alemanha, é importante olhar a previsão do tempo antes de sair. Pode estar fazendo sol, mas estará frio. Pode estar um céu azul lindo, mas vai chover no fim do dia. E pode nevar em pleno mês de abril.
  58. Aqui na Alemanha, batata é o feijão com arroz de todo dia. Trazida pro país há 300 anos, salvou a fome dos alemães em muitos períodos por resistir ao frio e poder ser armazenada por muito tempo.
  59. Aqui na Alemanha, você não pode chamar alguém com "Psiu!", "psiu!" é para cachorro. 
  60. Aqui na Alemanha, tem praia. Tanto no mar, quanto em rios ou lagos (áreas de banho). Só que sem coqueiro. Pessoas vão de sunga ou biquinis. Ou trocam de roupa lá, na sua frente. Ou ficam pelados mesmo.
  61. Se eu não parar agora, a lista não teria fim.

76 comentários:

  1. Gostei muito do texto, só que teria lido todos os tópicos se você não tivesse repetido "Aqui na Alemanha", ficou enjoativo de ler, ainda mais com uma vírgula nada a ver depois do "Alemanha". Fica a dica.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Claudia, valeu pela dica! Mas, eu "copiei" o estilo do texto do francês, por isso o "Aqui na Alemanha" e ainda a vírgula. hehehehe
      Mas, assim fica chato mesmo. :)

      Excluir
    2. Mas os alemaes sao repetitivos...rs achei que fez sentido..rs

      Excluir
    3. aqui na alemanha! me poupe cara... enjoei! me aburrí, não conseguí terminar de leer o panfleto. Chato pa caramba.

      Excluir
    4. Eu li tudo, se fossem inteligentes teriam lido depois da vírgula do (aqui na alemanha) Fica a dica :)

      Excluir
  2. Hahahahahaha... Muuuuito bom! Os lencinhos de papel no bolso desde o inverno passado foi ótimo!

    ResponderExcluir
  3. Ótimo Eve, ficou muito bom! Vou passar pro Thiago ler, ele vai rir com a lagartixa kkkk

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah eu já fiz algo parecido no meu blog tb há um tempo atrás, mas são visões de uma recém chegada rsss Gostei das coisas que vc lembrou!

      Excluir
  4. Sua lista está bem extensa pra quem mora há pouco mais de 3 anos na Alemanha, admito que terei de voltar pra ler com mais calma,

    E eu tinha escrito algo semelhante no meu blog, em outubro do ano passado!!! Será que o tal francês me copiou (brincadeira, viu?). O post está aqui:

    http://bethblue.blogspot.nl/2012/10/holandeses.html

    ResponderExcluir
  5. Engraçado é que muitos itens que você comentou eu mesma nem percebo mais, depois de quase 19 anos de Holanda! Pra mim já são parte integrante do meu dia-a-dia e eu nem questiono.

    Nessas horas entendo porque muitos amigos e família no Brasil em 2011 me acharam "européia", rsrsrs. Processo normal, com o passar dos anos muitas coisas que você citou aqui encima você nem vai mais parar pra pensar duas vezes!

    ResponderExcluir
  6. Eve, tá parecendo a Holanda, e povo pra reclamar aqui também viu ... bjuss

    ResponderExcluir
  7. Adorei a sua lista.O pedestre sempre tem a prioridade, se nao tive os faróis pra pedestre. Tem a ver mesmo com o ser humano...kakaka

    Achei muito legal pras pessoas saberem mais como tudo é por aqui....bom dia

    ResponderExcluir
  8. Só não entendi a questão de Munique. Munique não é melhor que o resto da Alemanha??

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. xD Dresden é melhor que o resto da Alemanha (hauhauahauhauhauahauhauahauahuahau)

      Excluir
    2. Freiburg é a melhor cidade! ;)

      Excluir
    3. Claro que Munique é melhor. E não sou eu quem diz, é a Mercer...

      http://www.mercer.com/qualityoflivingpr#city-rankings

      http://www.mercer.com/qualityoflivingpr#personal-safety

      Excluir
    4. Eu fico com Düsseldorf! :) rs

      Excluir
  9. Este negócio da sauna é demais pra mim hahahah Não dá, não rola...e eles acham que a gente deveria achar "normal"hahaha bom, faz um pouco de sentido hahahah

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Descubri este fênomeno na sauna mista por acidente. Entrei de biquini na sauna e vi um Viking nu. Uma verdadeira visão do inferno! Saí correndo traumatizada huahaua.

      Excluir
    2. Eu ficava e ele que se cuide.

      Excluir
  10. Muito obrigada pelas dicas. Comecei a estudar alemão há pouco tempo e sempre busco coisas "fora de livros didáticos" para tornarem meu aprendizado mais leve e interessante. Tenho planos de ir para Alemanha em 2016 ate lá saberei um pouco mais e nao ficarei tentada a usar o inglês :)
    Parabéns pelo site! Bjs
    Ana

    ResponderExcluir
  11. 20. Especial - Dresden 13/2 :3 Toda a comunidade neo-nazista vem prostestar. Toda a comunidade punk vem protestar. Toda a população geral vem fazer manifestação por paz. E TODA a policia fecha TODAS as pontes pra não ter nada xD

    ResponderExcluir
  12. Adorei a listinha. haha
    E realmente depois de um bom tempo que voce mora aqui, parece ser tudo bem normal. Ja visitei a sauna mista.. haha Divertido! Adoro ser pedestre e quando alguem nao respeita fico chatiado! haha

    ResponderExcluir
  13. Adorei!
    mas o ano letivo näo comeca em setembro/outubro?
    forte abraco!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, está certo. Na escola: julho/agosto
      Na universidade: setembro/outubro.
      ;)

      Excluir
  14. Sabem o que reparei nas minhas pesquisas aqui na net? Voces os brasileiros acham que são o unico povo que toma banho...:)
    Sou estrangeira a viver em Portugal, mas preferia mil vezes viver na Alemanha, e a maioria das coisas que escreveu aqui parecem-me mais normais que muitos dos habitos latinos. Sem ofensa..:)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Anonimo", voce deveria se aprofundar mais em suas pesquisas na net... afinal o brasileiro tem sim o hábito de tomar mais banhos que os outros povos, mas como o assunto é hábito isso fica claro. Questoes culturais, provenientes dos povos indígenas. Suas fontes de pesquisas nao devem estar bem fundadas.
      Estrangeira "a viver em Portugal"... Olha que português de Portugal bonitinho!!! Pois é, o Brasil nao tem um idioma brasileiro, assim como os EUA nao tem um idioma Americano!!! Mas, somos (brasileiros) latinos sim, com bastante diferenca de costumes também em relacao aos nossos irmaos latinos... Afinal somos formados por diferentes culturas... Entao minha cara "Anônima", a visao do texto nao é de um latino, mas de um brasileiro!!!!! E ninguém falou de comportamento anormal, só você! Hábitos e costumes! E apenas me coloquei na pessoa do autor frente ao que vê, assim como eu concordo plenamente com a visao dele e ainda poderia citar muito mais...
      Sem ofensa: A Alemanha nao é para qualquer um para quem prefere vir morar aqui, eles até aceitam alguns repatriados, exilados e sob protecao, mas os demais devem provar que sao dignos de morar aqui, quando nao sao europeus, ou entao podem escolher por exemplo Portugal e fazer o povo português ter que engolir além de um estrangeiro a mais (pq o país é pequenino, nao por racismo ou pré conceito) um estrangeiro que sonha em morar num outro país europeu e só está esperando a chance de pular a fronteira para um país "mais legal"...
      Como brasileira e casada com alemao tenho que provar com teste oficial minha capacidade no idioma alemao, mesmo casada legalmente, uma vez que nao vim para trabalhar ou passear, obviamente observo os costumes locais e já tomei posse de alguns, afinal é o modo de vida por aqui, como o hábito no uso de velas à mesa ou echarpes...
      ... Quanto ao texto, achei muito bom... As repeticoes se forem vistas pelo lado poéticos podem ser classificado como um poema ANTECANTO (as repeitcoes sempre no início da estrofe) ,com estrofe MONÓSTICA (Estrofes de uma linha - parágrafo)! ... Prefiro ver assim, pois longe da terra natal, seja lá pelo motivo que for, de onde for tudo vira drama ou poesia, no final tudo vira SAUDADE!

      Excluir
    2. Alexandra, nao te conheco, mas ja adorei vc. :)

      Excluir
    3. Ficaste mesmo fula e começaste a fazer suposições mirabolantes..:)) ve-se que es daquelas pessoas que não aceitam ser contrariadas. Para tua informação, sou europeia de nascença e so fiz uma observação, porque vi noutro forum que os brasileiros dizem que os portugueses não tomam banho.O fato de teres "caçado" um alemão não faz de ti nem melhor nem pior que os outros emigrantes, europeus ou não. Os habitos latinos que estava a mencionar (claro que estou a falar em geral)são, entre outros, a falta de respeito pelo tempo dos outros e pelos horarios. Mais uma coisa, se os brasileiros que estou em Portugal não gostam de ser marginalizados (e são bastante, acredita)tou a ver que há alguns que gostam de fazer a mesma coisa aos outros. Menciono que não tenho nada contra os brasileiros nem contra outros povos, tenho é contra as pessoas hipocritas e prepotentes, que acham que só a opinião delas é que vale.

      Excluir
    4. Oi Anônima, a gente acaba generalizando, como eu mesma falei no início do post: "como toda lista, há muita generalização". Eu gostei da resposta da Alexandra, principalmente quando ela falou de hábitos e de poesia. :) E qdo falei de banho, comecei falando de vários banhos ao dia. No Brasil, costuma-se tomar 3 banhos por dia em algumas regiões mais quentes. Mas, de novo, não deveria ser uma comparação.

      Excluir
    5. Alguém dá um beijo nessa Alexandra, por favor? Ela brilhou!

      Excluir
    6. Engraçado, Aline Filipe, a unica coisa que a Alexandra fez foi ser como os brasileiros aqui de Portugal não gostam que os portugueses sejam para eles, mas tu es pior, por que alem de concordares, nem es capaz de desenvolver a tua propria opinião.Fazes- me pensar que alguns merecem ser tratados como são por aqui, quando acontece alguma coisa de mal "são brasileiros". Alguns acabam sempre por estragar a imagem de todos.
      Eve, como ja disseste, não deve ser comparação, porque as condições climaticas são diferentes. E para mim, o grau de higiene de um pais mede-se pelo estado das casas de banho publicas, não pelo numero de banhos diarios. E sinceramente, não vi casas de banho publicos tão limpas como na Alemanha em nenhum pais (e ja conheço alguns).
      Três banhos diarios num pais frio fazem mal a pele, ao bolso e a planeta...lol
      E perdoam-me a minha ignorancia em materia de historia, mas ja agora tenho uma curiosidade, se o Brasil não é latino, é o que?

      Excluir
    7. A Alexandra afirmou que somos latinos, não negou. :)
      E qto ao banho, sei que banho demais no inverno maltrata a pele, resseca. Mas, olha, no verão? Pelo menos um por dia dá. Ou não? rsrsrs (De nv, tô falando de Alemanha e generalizando).
      Bjs!

      Excluir
    8. Este comentário foi removido pelo autor.

      Excluir
    9. Adorei o texto , muito legal observar sua maneira de ver a Alemanha e poder descobrir coisas novas .

      Anônimo: Isso e uma questao cultural que nao vem de agora,basta voce pesquisar na net a origem da expressão "VAI TOMAR BANHO"e vai descobrir que isso e bem antigo.

      Excluir
    10. Anônimo, ainda bem que você representa uma minoria aí em Portugal – minoria preconceituosa e que não consegue aceitar que os tempos são outros, que os tempos mudaram! E provavelmente também acha que não falamos português, e sim “brasileiro”, rs.

      Excluir
    11. Gente, quanta raiva no comentario dessa européia de nascença. A Alexandra não disse que ela era superior por ter casado com um alemão e nem a autora insinuou que os hábitos alemães são anormais. Entretanto, eu senti um ar de superioriade desnecessário no seu comentário. Você acha "anormal" os costumes latinos, mas seria bom pra sua saúde copiar um nosso: amor e paz no coração :)

      PS.: Brasil não é 100% latino não. Aqui tem descendentes de russos, alemães, índios, negros, poloneses, japoneses, holandeses, etc.

      Excluir
    12. Eu sou brasileira e latina sim. E temos muitos problemas, e concordo com vc, os banheiros mais limpos que encontrei na Europa (entre Italia, França, Portugal e Alemanha), foram na Alemanha! Na Italia, quase morri. Mas, cada povo com sua cultura, desde que não faça mal aos outros. Bom, entre brasileiros e portugueses há sim, uma "rixa", dizemos que eles são burros e eles dizem que nós somos burros, acho que é meio que briga de família. Cheguei a presenciar uma cena de desentendimento no aeroporto de Lisboa entre comissárias portuguesas e passageiros brasileiros, sentei e observei e sinceramente, me divertir com a divergência se a fila era à esquerda da comissária ou a esquerda do passagerios, só isso atrasou o vôo um pouco. Mas, entre essa briga, no final nos entendemos, igual família...eles nos julgam preguiçosos, malandros e nós os julgamos exploradores...mas no fim, tudo se resolve, nos amamos e acabamos torcendo um para o outro. E não se fala se deve falar mal de portugal para brasileiros...é insulto à família. hehehehehe

      Excluir
    13. Ah, fiquei curiosa com os hábitos latinos que tu achas anormal. Poderia dizer? Considere apenas que estas à falar de um país em desenvolvimento com problemas educacionais, e que certamente a Europa já passou por essa fase anos atrás. Mas fiquei curiosa em saber.

      Excluir
  15. Gostei bastante do texto, parabéns!
    Mas em relação à reclamação dos alemães... fique um tempo no sul da França para ver como eles reclamam. haha

    ResponderExcluir
  16. Dos textos que li até agora nesse estilo do francês, o seu foi o que mais gostei e achei mais interessante. Assoar o nariz em lugar público ou à mesa é uma das coisas mais nojentas, mas acho que não é só hábito de alemão, mas de europeu de modo geral. Isso vai contra as noções básicas de higiene e educação! Eu acho inaceitável, grosseiro.
    No mais, adorei algumas curiosidades (mas o homem urinar sentado eu acho engraçado. rs)

    Para a anônima aí de cima: podemos não ser os únicos que tomam banho, mas que somos os únicos que tomam banho TODOS os dias e várias vezes ao dia, não tenho dúvida. Isso tb é um princípio básico de higiene...

    Gostaria de saber quais são os hábitos dos latinos que ela não acha "normal". Acho engraçado vir criticar anonimamente, sendo que vc fez apenas observações, não emitiu juízo de valor.

    Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A resposta que dei acima é valida tambem para ti, Jussara, não é pelo numero de banhos diarios que se mede a higiene de um pais. E o fato de tu assinares Jussara e eu não pôr aqui nenhum nome não muda nada, pois não?A gente aqui na net nos conhecemos pelas nossas ideias e opiniões, os nomes não dizem nada, e a maioria nem são verdadeiros.

      Excluir
  17. Adorei! Muito interessante saber dessas informações, espero estar lá um dia! Essa de reclamar achei bastante curioso...

    ResponderExcluir
  18. Olha, to achando que o brasileiro aprecia mais o hábito de reclamar do que os próprios alemães pois ficam ai reclamando que o texto ficou cansativo coisa e tal! Kkkkk
    Achei maravilhoso, é a mesma visao que tenho! E a coisa que infelizmente eu nao consigo me acostumar eh o fato de assoaram o nariz, principalmente qdo faz aquele barulho de corneta ... Nao consigo esconder a minha cara feia! Kkkkk

    ResponderExcluir
  19. hahahahaha o meu prefiro é o número 1 e o 26. Moro em Munique e é exatamente isso!

    Adorei a lista e vou ver se penso em algo mais para adicionar.

    Beijos

    ResponderExcluir
  20. Bateu certinho sua lista Eve,eu vivo há 4 anos na Alemanha e vou montar em breve uma lista tbem, mais dessa vez vai ser das minhas reclamaçoes kkkkkk(brincadeirinha). Adorei Marta

    ResponderExcluir
  21. Oie Eve, que legal essa lista menina! Amei!! Pena que moro a pouco tempo na Irlanda e ainda nao me inteirei mto com as coisas daqui.
    Acabei de conhecer teu blog e to amando tanto que ja to seguindo. Te convido a visitar meu cantinho :)

    bjiimm e otima semana

    http://meuamorpaquistanes.blogspot.ie/

    ResponderExcluir
  22. Com respeito ao homossexualismo, acredito que existe uma grande diferença se a pessoa mora numa cidade grande ou num vilarejo (Dorf).

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tem toda razao! :)
      O interior é mais conservador mesmo.

      Excluir
  23. Até tu ´´craudio´´?kkkkkkkkk
    Ri muito rsrs.
    O 61..se eu nao parar nao tem fim. rsrs

    ResponderExcluir
  24. Desde que sofro de Heuschnupfen e outras alergias "ferradas", acho a liberdade de assoar o nariz onde bem entender, a melhor coisa do mundo ;)

    ResponderExcluir
  25. Oie!!! Obrigada pelo post! Está maravilhoso e nos dá um "panorama" bem legal sobre o país onde pretendemos morar, em breve... ;) E percebi (não sei se é porque sou curitibana) que tenho taaaaaaaanto em comum com os alemães! Acho que vou me acostumar por aí! Obrigada, novamente!!! Um abraço...

    ResponderExcluir
  26. Adorei o seu post, moro tb há 3 anos por aqui, na Alemanha... : ))

    ResponderExcluir
  27. Eve, muito legal; gostei bastante da tua lista; agora, me conte, me melhor, que babado é esse do primeiro ministro? Quem foi o espertinho? Tô curiosa.
    bjs e sucesso!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foi o ministro Guttenberg. O caso dele desencadeou uma série de investigacoes de outros trabalhos, outros gatos foram pegos no pulo. rsrsrs

      Excluir
  28. Ri muito, tanto no seu texto como no do famoso frances. As partes dos peladoes eu já tinha ouvido falar - muito comico. Porém, tenho que dizer uma coisa, o povo reclama do nariz sendo assoado por todos os cantos, mas eu aderi (moro em Londres há mais de 11 anos e aqui é igual). Pode me chamar de nojenta, mas eu passo 11 meses do ano gripada/com alergias. Se for pra ir ao banheiro toda vez que preciso assoar o nariz, é melhor eu nao sair de lá! kkkkkkkk

    ResponderExcluir
  29. Eve, achei engraçado o sistema de pontuação para notas por aí. Aqui eles têm esse negócio de A+, A- , B+ , B- e eu ainda não entendo, rs.


    Quanto ao esporte preferido dos fluorescentes,eu diria que reclamar tb entra na categoria deles, juntamente com consumismo e competição!

    ResponderExcluir
  30. Amei sua lista, algumas coisas em comum com os Eua, muitas coisas peculiares apenas`a Alemanha. Lembro do povo peladão nas praças de Berlim... Peladão mesmo, sem cueca!! Tem como eu me acostumar com isso, não... Sauna junto e pelado também não me parece normal... já iKEa é uma beleza, aderimos aqui pelos mesmo motivos (preço e facilidade pra montar, além do design).
    Beijos!

    ResponderExcluir
  31. Assoar o nariz em qualquer lugar tb é característica no Japão. Mas lá tb é comum arrotar na mesa, peidar auahuahua acho que vc se sentiria constrangida uahauahua... cada lugar tem suas particularidades e que faz o país se tornar interessante.

    Kisu!

    ResponderExcluir
  32. Adorei e me diverti muito lendo, tanto no seu texto como no do famoso francês Olivier. rssssss

    ResponderExcluir
  33. Adorei e me diverti muito lendo, tanto no seu texto como no do famoso francês Olivier. rssssss

    ResponderExcluir
  34. Amei! Leio sempre o seu blog, mas não curto muito comentar. Mas esse post ficou ótimo!

    ResponderExcluir
  35. Eve, muito bom! hahaha
    Você estava inspirada, hein? Eu não sou observadora a esse ponto, acho que não chegaria a 10 itens, rs.
    Fiquei aqui rindo quando li o 34, hahaha, cheguei a perguntar ao meu marido, na época namorado, se ele era gay! hahahaha

    ResponderExcluir
  36. Oi, Eve. Tenho a intenção de ir morar na Alemanha e quero algumas dicas de como e por onde começar. Emprego, casa, cidade... Você poderia me ajudar? Se puder, me envie um e-mail para conversarmos. regi.schultz@hotmail.com Fico no aguardo. A propósito, amei seu texto! Informações importantes para alguem que, como eu, tem pretenções de estar aí em breve. Abraço

    ResponderExcluir
  37. amei preciso postar no face..posso?? concordo com 99% de tudo...show....boa recuperacao na sua clinica...aproveita muito...hummm acho q nunca postei, mas adoro seu blog me divirto muito.,..bjks

    ResponderExcluir
  38. ai como tem gente q nao sabe ler algo sem criticar e rir da leveza e naturalidade de tudo o q vc vive e vivencia....eu moro aqui há 9 anos e concordo com muita coisa (ou todas..kk) adorei...bjks

    ResponderExcluir
  39. kkkkk...essa parte da reclamação dos alemães, é muita chatinha e a nudez espantou um pouco..rs

    ResponderExcluir
  40. Oi, Eve. Queria sua autorizacao para poder reproduzir partes do seu texto, em minha coluna em um jornal pequeno do Brasil. Por favor entre em contato comigo pelo email camilapagno@hotmail.com, dizendo se voce me autoriza ou nao! Ficou muito boa a síntese. Abracos!

    Camila

    ResponderExcluir
  41. Muito bom! O que ficou muitooo cansativo foi o "aqui na Alemanha", quase não terminei de ler por isso, de resto bacana.

    ResponderExcluir
  42. Bom e saber que somos todos diferentes.

    ResponderExcluir
  43. Adorei o post. Estou em Hamburgo há apenas dois meses e se tivesse lido ele antes nao teria cometido todas as garfes que ja cometi aqui, como por exemplo nao tirar os sapatos na casa alheia ou nao levar mimos na primeira visita. Alem disso, a parte do banho, dos cachorros e de assoar o nariz é verdade absoluta e acho que em toda a Alemanha. Essa ouvi uma "dica importantissima" de um alemao dizendo pra mim e pro meu marido que se temos o habito de tomar muitos banhos, entao é melhor tomar frio pois conta de energia pode vir muitissimo alta. Realmente pode vir alta, pois energia qui é bem cara, mas na verdade foi uma repreensao ao habito de tomar banhos frequentemente.

    ResponderExcluir
  44. Gente eu tenho verdadeira ojeriza (repulsa) pelo alemães. Meu irmão é casado com uma, são arrogantes, se acham melhores que nós brasileiros, não gostam de absorver nossa cultura, mesmo os nascidos aqui e descendentes.São frios,egoístas.Eu não vejo nenhuma superioridades neles em relação a nós, mesmo porque os hábitos higiênicos não são como os do brasileiros.Tudo deles é a base de superficial, limpar a casa superficialmente, passar paninho, mas faxina que é bom nada, sabe aquela limpeza que nós brasleiros fazemos lavando com água sanitária, o que? pra eles não existe.

    ResponderExcluir

Após o término da ligação, continue na linha. A sua opinião é muito importante para nós! =P