domingo, 7 de abril de 2013

Abrindo espaço para o novo

Todo início de primavera/final do outono passo pela terapia de arrumar o guarda-roupa. Tirando as roupas de inverno/verão e colocando as roupas de verão/inverno à mão.

E sempre que faço isso, aproveito para tirar as roupas que ou estão velhas, ou não uso mais, ou que comprei e nunca nem usei e passo adiante. Ano passado, por conta dos meus períodos de hospital, altos e baixos com a minha saúde, exagerei na compra de roupas. Era para compensar. Tem umas que eu nunca usei.

Por isso, prometi que ia ficar um tempo sem comprar roupas. Consegui cumprir. Foram 6 meses, em que só comprei uma saia e uma blusa. Depois, arrumei parcialmente o guarda-roupa no final do ano passado e separei roupas de inverno para uma brasileira que chegava para ser au pair aqui.

Semanas depois, ganhei uma sacola de roupas de inverno de uma amiga. Todas praticamente zeradas.

Essa semana, seca por ver colorido na minha vida, nas ruas e nas pessoas, comprei 2 vestidos e uma saia longa super estampados. Ainda não arrumei o guarda-roupa para a primavera, porque ainda não esquentou o suficiente para "esconder" as de inverno. Mas, já sei o que sai e o que fica.

Porque eu quero abrir espaço para o novo. Porque sempre que eu tiro ou dou, eu recebo. Porque eu crio a minha corrente. Assim vou seguindo.

E você?

19 comentários:

  1. É sempre bom desentulhar a vida e passar adiante o que não usamos, o que não nos cabe, o que não combina conosco e,o que sendo nosso, nunca nos caiu bem...sim, falo de roupas.
    beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas poderiam ser pessoas, pensamentos... ne? :)
      saudades de vc!

      Excluir
  2. Lá no Brasil eu fazia essa faxina no final do ano. Aqui são duas vezes: na primavera e no outono. Já separei as roupas, falta doar. Eu não me conformo com a quantidade de tranqueira que eu junto em 6 meses. Como é que pode? Mas eu acho bom, tem sempre alguém que vê valor nas coisas que eu não ligo/uso mais. Que venha a primavera!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Menina, e eu? Qdo vejo, o guarda-roupa já está cheio de novo.
      Que venha a primavera!
      Bjs!

      Excluir
  3. Também gosto de doar roupas. E todas aquelas tranqueiras que só servem para roubar espaço no guarda-roupa.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E ai vc abre espaço para o novo. :)

      Excluir
  4. Ahh, é ótimo fazer isso! Eu antes de me mudar para os States doei muita roupa, algumas nem tinha usado também... Agora meu guarda roupas é bem justinho, não saio mais comprando roupa que nem doida. Estou esperando esquentar aqui pra arrumar o guarda roupas também, mas cadê esse calorque não vem? Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cadê esse calor, menina?? Se ele aparecer por aí, manda um pouco pra cá!
      Bjs!

      Excluir
  5. Tambem estou nessa fase, depois de dois anos morando na Irlanda juntei mta coisa(pra nao dizer tralha lol). Qnd me mudei pra suica, foram 3 malas despachadas mais 2 carry on (!!!). Sempre fui mto apegada com as minhas coisas,geralmente pra mim, eh mto dificil se desvincular de objetos... mas ja doei 2 bolsas enormes de roupas e afins, e ainda tem mais pra ir... to fazendo como vc.. eh ootimo deixar a enegia renovar!!! Estamos todos a espera da primavera, onde sera q ela esta se escondendo???

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu ja fui apegada às coisas, mas depois de mudar de casas, cidades e país, aprendi que ou é assim, ou a gente só acumula e nao sai do lugar. :)
      E a primavera, né? Nada...

      Excluir
  6. Ao passar pela net encontrei o seu blog, estive a ler algumas coisas e posso dizer que é um blog fantástico,
    com um bom conteúdo, dou-lhe os meus parabéns.
    Se desejar faça uma vista ao Peregrino e servo e deixe o seu comentário.
    Se desejar seguir, saiba que irei retribuir seguindo também o seu blog.
    Sou António Batalha, do Peregrino E Servo.

    ResponderExcluir
  7. Eu sou difícil de fazer uma limpa no armário... eu gosto de tudo, conservo os que não uso e tenho dó de jogar fora rs.. mas em compensação não compro mais do que preciso... na minha última limpa no armário, tinham roupas com etiquetas ainda... e pensei: "se não uso, não preciso".... e comecei a controlar mais as compras rs...

    Kisu!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Comecei a controlar tb. Assustei depois de tantas compras e desperdício. :)
      Bjs!

      Excluir
  8. Eu tento fazer isso. Nem sempre consigo, mas já doei boa parte do que não uso esse ano. Devo tirar mais uma boa parte daqui pros próximos meses. bj

    ResponderExcluir
  9. Sou exatamente assim..
    eu compro um , entaum sai um tb.
    mas eu cresci em apartamento, e minha mae sempre teve neura de coisas inuteis em casa..
    ai vim morar aqui..
    um dormi, numa casa, onde era um sitio, essa coisa de alemao sabe?
    Entaum, tudo q ninguem usa mais, se acumula na casa antiga, onde tb ninguem mora mais..
    acho o fim
    affffffffffffffffffffffffffffff


    beijos de Edemissen..

    selma

    ResponderExcluir
  10. Eve, estou cheia de coisas pra dar e não tenho pra quem. Ano passado levei uma sacola enorme de roupas e sapatos e até algumas bijuterias que eu não queria mais em uma favela não muito longe de onde eu moro. Você precisa ver a desfeita que fizeram. Tem muito pobre orgulhoso. Estou com mais coisas para doar mas estou pensando em jogar fora mesmo. Será que é muito ruim fazer isso? A experiência anterior me deixou receiosa . Não tenho carro para entregar essas roupas num lugar mas distante, e por aqui não conheço ninguém que queira. Como vc faz?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você mora aonde?
      se no Brasil, você pode tentar entrar em contato com uma ONG. na Alemanha tem lojas de second hand.
      eu distribuo as boas entre as amigas, família. E as velhas coloco no kleiderspender.

      Excluir
    2. moro no lado pobre de são Paulo Eve, mas ontem fiquei sabendo de uma igreja que recebe doações. vou levar lá . ;)

      Excluir

Após o término da ligação, continue na linha. A sua opinião é muito importante para nós! =P