segunda-feira, 17 de março de 2014

Nunca pensei...

...que teria mais amigos na Alemanha do que tive quando vivia no Brasil.
E fora da Alemanha.
Fora da Europa.

Claro que muitas dessas amizades conquistei através do blog. Mas, outras, principalmente com alemães, foram por meios diferentes.

Aí me peguei pensando qual a diferença, o que mudou para que eu tenha mais amigos aqui do que tive no Brasil? As pessoas? As amizades?

No Brasil, sempre tive poucos amigos. Hoje, tenho "uma porrada" de amigos na Alemanha/Internacionais. Gente para quem eu me abro, encosto a cabecinha no ombro e choro/rio/conto piada.

Além dos amigos alemães-alemães. Esses ainda são mais especiais, porque várias barreiras foram quebradas. Foram pessoas que eu conheci porque corrí atrás. Que começaram, talvez, querendo algo de mim (ui! - aprender português, por ex.) e que hoje são meus amigos. E que fofos que são.

Tudo isso para falar que a diferença nada mais é do que eu mesma. Ter mudado de país me transformou numa pessoa mais aberta. Numa pessoa que aprendeu a valorizar e fazer contatos, as pequenas vitórias e sorri de forma mais leve, mesmo com todas os problemas que a vida de expatriada traz.

Eu rio melhor, eu converso mais, eu me preocupo mais com os outros. Como consequência, ganho amigos.

Enfim, tornei-me uma pessoa melhor. Cheers!

29 comentários:

  1. Traveling is an education in itself. E o aprendizado continua e continuará sempre.

    E você é linda e morro de vontade de te dar um abraço. Um dia.

    ResponderExcluir
  2. Quando crescer eu quero ser igual a você nesse aspecto. Rir mais leve, é tudo o que estou precisando agora.

    Abraço,
    Lidia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Longe, aprendi a sorrir para o azul do céu, para a xícara de chá quentinho, para o seu comentário... Bora lá, sorria! :)
      Bjs!

      Excluir
  3. Eu tb mudei minha forma de pensar em relação a algumas coisas, e em relação as pessoas tb, talvez não como vc, mas esse crescimento é bom. Mas sinto que aqui as pessoas são diferentes em relação a amizade, não sei se vc concorda, mas o povo parece mais sincero e verdadeiro em relação a amizade do que no Brasil, isso ajuda tb, q vc acha?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, Vivian, acredito nisso também. E a gente fica mais aberta para enxergar o melhor nos outros. :)
      Bjs!

      Excluir
  4. É, mudar de país realmente faz a gente ver a vida e as pessoas de outra forma. Depois que me mudei pra Suíça também me sinto uma pessoa mais aberta e mais comunicativa. Há muito crescimento pessoal nessa experiência.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, é por isso que sempre vale a pena. :)

      Excluir
  5. Quando moramos fora é difícil certas coisas não mudarem dentro de nós. Valorizamos outras coisas, aprendemos uma nova cultura e cultivamos novos amigos. Ainda bem, né?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ainda bem. Porque tem que valer a pena, né? Bjs!

      Excluir
  6. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  7. A impressao que eu tenho é que na Europa de um modo geral, as pessoas sao mais sinceras... " se nao vou com a tua cara nao quero papo contigo e ponto", e no Brasil temos o pessimo habito de " dar trela pra nao magoar" e por isso acabamos construindo falsos amigos.
    Eu tenho mais amigos no Brasil do que na Italia, mas sem sombra de duvidas, os poucos que fiz aqui nesses 4 anos valem muito! :)
    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exato. Aí, os que realmente querem uma amizade, são amigos mesmo. :)
      Bjs!

      Excluir
  8. Cada um sabe a dor e a delicia de ser quem se eh! Cheers, sua linda!

    ResponderExcluir
  9. Aiinn, achei isso tao lindo! Fico muito feliz que vir para a Alemanha tenha feito de vc alguém melhor e te trazido amizades tao boas :D espero um dia olhar para trás e ter essa mesma sensacao da vida, de que hoje estou melhor do que ontem. Te desejo tudo de bom. Mais amigos e mais felicidade! Grande beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quem sempre em frente, sempre está melhor que ontem!!!! :)
      Bjs!!

      Excluir
  10. Pra mim foi o contrário. Acho que a mudança me transformou numa pessoa sem muita espontaneidade… Vai entender.
    Mas que bom que você tem tantos tesouros na sua vida, pq pra mim ter amigos é ser rica!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, mas no início eu tb nao tinha espontaneidade alguma por conta da língua, depois fui voltando aos poucos. Precisei aprender a bater boca primeiro, para depois aprender a fazer piada em alemão. :)
      Bjs!

      Excluir
  11. Mas você parece ser uma graça mesmo, o que fazer amigos só torna mais fácil!

    Beijos

    ResponderExcluir
  12. A blogosfera com certeza ajudou muito ultimamente... tem crescido o número de pessoas que estão abrindo blogs em todas as partes do mundo, pra ajudar a difundir a informação e eu acho isso maravilhoso. Amizades tb. Vc acaba se apegando e se aproximando de pessoas que têm mais a ver com vc, com seu estilo, do que vc pensa. Acho que isso economiza muito tempo.

    KIsu!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Exatamente. Só lê e se aproxima quem se identifica, ai vai ficando, virando amigo...
      Bjs!

      Excluir
  13. ''Ter mudado de país me transformou numa pessoa mais aberta.''
    Cê mora na Alemanha mesmo, mizifia? Tá certa disso? Quer ajuda dos universitários?

    pq eu virei um SACO
    hauehauehuae

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. negócio é que moro em Berlin, né? Tem de tudo, menos alemão. hahahaha
      Saco nada, que eu te conheço e vc é fofa!
      Bjs!

      Excluir
  14. A minha experiência é quase oposta à sua...como a Mulher de Fases comentou aqui em cima. Conheço muita gente, muitos brasileiros aqui na Holanda, mas são apenas conhecidos porque amizade mesmo...é outra coisa! Amigos de verdade são poucos, e vão diminuindo com o passar dos anos e das dificuldades...Mas enfim, cada um com sua estória, né?

    Verdade seja dita, são vários fatores que afetam a experiência de vida no exterior...e a gente sempre aprende com os erros, mais cedo ou mais tarde. E amadurece. Eu aprendi a dar valor a quem me dá valor e isso já foi um grande aprendizado. Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, mas a minha "cota" de brasileiros também é reduzida. Eu falo no geral, entre os internacionais e alemães tb (tenho um amigo grego, por ex). Acho que tb não espero muito dos outros. Ai, fica fácil se aproximar, gostar, interagir...
      Bjs!

      Excluir
  15. Sempre aprendo muito com você, sabia?
    Eu tô nos meus primeiros tropeos desse aprendizado, mas sigo numa postura bem parecida com a sua!
    Sempre em frente, rindo e tentando levar na boa o que vier no caminho!
    Você atrai coisas boas, porque você é uma pessoa boa!
    Uma coisa que eu gosto muito das pessoas aqui na Alemanha é sinceridade e a consideracao, se eles dizem que vao te ligar, ligam. Se marcam uma coisa com voce, aparecem mesmo!
    E principalmente mesmo que vá pro meio de lugar nenhum, eles sempre vao dar um jeito de entrar em contato com você!
    No Barsil eu percebi depois da mudanca, que muita gente acha, que porque nos mudamos, temos quase obrigacao de correr atrás deles! triste!
    Mas é isso aí, Eve!
    Sorte desses alemaes que encontraram uma amiga tao bacana igual a voce! <3
    Beijos

    ResponderExcluir
  16. Eve, também já me peguei pensando exatamente a mesma coisa. Como pode que tenha tao poucos amigos na cidade onde nasci e me criei, e tantos nos outros lugares onde morei? A resposta só pode estar em mim. Beijo

    ResponderExcluir

Após o término da ligação, continue na linha. A sua opinião é muito importante para nós! =P