quinta-feira, 22 de agosto de 2013

Diminuindo a cobrança ou Como ouvir "certo" o que as pessoas querem dizer

Eu já estava entrando naquela fase em que ficava meio desconfiada quando eu participava, invariavelmente, do seguinte diálogo:
- Mora aqui há quanto tempo?
- (Insira aqui qualquer tempo a partir de 3 anos...)
- Aprendeu alemão aqui ou já falava antes?
- Aprendi aqui.
- Poxa, parabéns, você fala alemão muito bem pra quem está aqui só a (vide primeira resposta).

Eu ficava pensando: ou o nível de exigência desse povo é muito baixo. Ou eles não esperam que um "estrangeiro" seja capaz de falar alemão bem. Ou as duas coisas juntas. Já tive muitas discussões com marido por conta disso, e ele achava que eu devia entender como elogio.

Acontece que eu não estou satisfeita com meu nível de alemão. Eu ainda tenho um sotaque muito forte e poderia usar melhor o vocabulário que eu conheço. Porque eu compreendo 99% do que um jornalista da ZDF fala, mas não sou capaz de falar como ele. E quem é, né? Não dá para se comparar com um nativo, ainda mais um que estudou para falar "bonito". Detalhes...

Eu já estava entrando no limite que divide a alegria em receber um elogio e o de me sentir "insultada" pelos mesmos motivos. Eu pensava: "ora bolinhas, eu já estou aqui há 3 anos e meio e esse povo acha meu alemão bom? Oi? Tem alguma coisa errada aí."

Foi depois de mais um diálogo desses (e acontece sempre assim) que eu percebi que, olha, é elogio sim. Ainda. Talvez, quando eu quebrar a barreira dos cinco anos, volte a pensar desse jeito. Mas, por agora, vou voltar a ouvir como elogio. Por quê?

Porque eu me dei conta que no primeiro ano eu não falava alemão. Eu aprendia. Eu precisei do segundo ano quase todo para destravar. Falava, mas ainda me prendia aos meus medos e escorregadas. Hoje, não tenho medo de falar errado. Vou lá e falo. Entro em discussões e ainda mando o povo calar a boca.

Então, se eu for colocar no papel a minha experiência com o aprendizado da língua (eu ainda aprendo), vou perceber que eu tenho 3 anos e meio de Alemanha, porém, não falo alemão há 3 anos e meio.

E, vou dizer, saiu um peso das minhas costas depois de constatar isso.

22 comentários:

  1. Eu só falo algumas palavras e o meu marido fica falando pra todo mundo, em 6 meses e ela já fala alemão muito bem kkkkkkkkkk Mas 3 anos é pouco e se vc já consegue se comunicar 100% a tendencia é melhorar e melhorar rapidamente

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois, é elogio pra mim, é elogio pra vc. :)

      Excluir
  2. Hummm acho que eu tô devagar hj...rs Tive que reler pra entender hahaha Bom, é...se eu entendi vc quis dizer que fala alemão há menos tempo então os elogios são verdadeiros! rs...Eu só acho a conta meio injusta pro nosso lado: a gente tem que falar como um nativo que tem 30, 40 anos de contato direto com o idioma e a gente, quando chega, tem 1,2 anos pra falar como eles. É...eu acho que a gente ainda tá na vantagem! HAHAHAHAH

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. vc entendeu. :)
      estamos na vantagem, sim. hehehe

      Excluir
  3. Humm,é um elogio mesmo ja que no inicio fica mesmo travada,ainda ta aprendendo a lingua e depois se "soltar" normalmente e falar,é dessa forma se destravando que começa a ter verdadeira compreensão.Já que eles tem muitos anos que sabem falar e aprender a uns 3 anos e pouco estar bom e a tendencia é sempre melhorar.

    ResponderExcluir
  4. Tenho vizinhas aqui que NAO falam bem e quase aqui nasceram....(muculmanas,claro,e assim mesmo)
    Eu tambem acho que nao falo bem,troco os artigos todos e estou aqui a 30 anos....mas percebo (quase) tudo,e senao,digo logo ,desculpe,nao percebi,etc ,etc,
    Sempre em frente!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nem me fale em artigos... rs
      Sempre em frente!

      Excluir
  5. Vc entende tudo que os jornalistas falam? Fique muito feliz! hauehauheduahue... minha maior dificuldade é entender o q o povo fala!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu dou sorte de não precisar entender dialeto. :)

      Excluir
  6. É impressionante como a gente não tem noção de quanto é difícil morar em outro País, outra cultura, outros costumes, outra língua...é f--a!!! Vc está de parabéns!! Não é qualquer um que se coloca nesta situação, não!! Abraço bem apertado pq sei bem o que é isto!! Flavia

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E mesmo vivendo a situação, ainda assim, nao percebemos. Bjs!

      Excluir
  7. Na língua eu não sei, mas na autoanálise cê tá 10!!!
    bj

    ResponderExcluir
  8. Tem que ver como um elegio sim e uma vitória!!! Mas comigo acontecia (e acontece o mesmo), era sempre a mesma pergunta e o mesmo diálogo (substituindo o alemão delo francês). No inicio eu ficava bem desconfiada, mas meu marido me disse que francês de uma forma geral (existem exceções, claro) não é muito bom em línguas estrangeiras e eles ficavam espantados, sim, de encontrar alguém que em "pouco tempo" consegue se comunicar, viver e trabalhar em uma língua estrangeira.
    Mas por outro lado eu ainda acho que no caso dos franceses, o nível de exigência com os estrangeiros é mais baixo... Vi isso na universidade, com os franceses eles corrigiam todos os errinhos de gramática, e com os estrangeiros, eram só elogios mesmo com 3 erros por linha...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é. Aqui, os alemães sabem, muitas vezes e no mínimo, duas línguas estrangeiras (inglês + francês/espanhol por ex.), aí eu ficava desconfiada também. Agora nao mais. Por enquanto. hehehe

      Excluir
  9. Olha, acho que eles não devem ter muita exigência não porque alemão não é nada fácil.

    http://www.youtube.com/watch?v=QUyw5TilRwM

    Kisu!

    ResponderExcluir
  10. Mas é claro que é um elogio. que bom que se convenceu disso!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  11. A P R E N D A a receber elogios. E a permitir-se.

    PS - deixa de ser tao chata com vc mesma!

    ResponderExcluir

Após o término da ligação, continue na linha. A sua opinião é muito importante para nós! =P