sábado, 11 de fevereiro de 2012

FAQ. 24 - Alemão fala alemão correto?

Uma leitora deixou essa pergunta em umas das últimas postagens e achei interessante comentar. Eu acho que eu já comentei sobre isso em alguns posts, mas nunca em um específico. Então, aqui está.

A língua alemã tem várias facetas. Aham, novidade. O alemão que a gente aprende nos cursos de alemão é chamado de Hochdeutsch (alemão padrão, digamos assim). É aquele alemão usado na literatura, no ambiente profissonal, na TV, no rádio... A gramática é correta, a pronúncia também.

Só que existem os dialetos para esculhambar tudo, né? Na Alemanha, se não estou enganada, existem 25 dialetos. Alguns com sua própria gramática e regras. Ainda tem os dialetos suíços e austríacos. Aí fica uma salada só. Existem cursos, inclusive, para ensinar dialetos.

Em regiões como no sul da Alemanha, os dialetos são ainda mais presentes na cultura. Acho que o mais famoso é o bávaro. Sem falar nos povoados, né? Aonde tem gente que nem Hochdeutsch consegue falar (que é o que eles aprendem também na escola, ou deveriam aprender. Sei...).

Aqui em Berlin, se fala o Berlinerisch (valeu, Jane!). Eu sei muito pouca coisa sobre esse dialeto, pois tenho contato com poucas pessoas que o falam (Alô, nem fluente direito em sou em alemão, vou me preocupar em aprender dialeto por agora? Não, né? Faz favor). Claro, eu escuto no metrô, no supermercado... Poucas vezes alguém usou pra falar diretamente comigo.

Algumas diferenças no dialeto de Berlin, por exemplo, é que, ao invés de se falar "ich" (eu), as pessoas falam "icke". Ou ao invés de perguntar "Was?" (o quê?), elas perguntam "Wat?". E por aí, vai.

Se levarmos em consideração o alemão padrão, o Hochdeutsch, nem todo alemão fala alemão corretamente. Eu mesma aprendi a usar genitivo no curso (o que não significa, necessariamente, que uso corretamente, né?). Eu já ouvi muito alemão, mesmo em ambiente profissional, usar o dativo no lugar do genitivo. Aí, dá aquela alegria por dentro, do tipo: "Rá! Nem você sabe alemão perfeito!". Vingancinha...

Tá, ok, esse último parágrafo só vai entender quem conhece alemão e agora deu preguiça de explicar. Sabe como é, tenham pena de mim. ;)

That's all folks!

Atualizando: Meninas, obrigada pelos complementos nos comentários (eu não consegui comentar, por isso, escrevo aqui.). Nas ruas de Berlin, tem o "slang" ou coisa parecida, não sei se escrevi certo e é mais falado por jovens de origem turca, eles falam mais "x" do que "ch", tipo, ao invés de "ich" com o "ch" pronunciado na garganta, eles falam "ixi" com a boca cheia. rsrsrs Ahhh, não sei explicar, tem que ouvir. 

Sobre mim: continuo no hospital.... os médicos precisam acompanhar a evolução do tratamento.

20 comentários:

  1. as vezes a pessoa sabe e nao usa. a tal ca linguagem coloquial existe em qualquer lugar. é que nem no brasil. "eu amo ele" ao inves de "eu o amo" e coisas do genero.

    trabalhei com tres que falavam so berlinisch, coisa horrivel de ouvir! hehehe eu entendo, mas nao falo nao. mas acredite, ainda é melhor que o bayrisch.

    ResponderExcluir
  2. as vezes a pessoa sabe e nao usa. a tal ca linguagem coloquial existe em qualquer lugar. é que nem no brasil. "eu amo ele" ao inves de "eu o amo" e coisas do genero.

    trabalhei com tres que falavam so berlinisch, coisa horrivel de ouvir! hehehe eu entendo, mas nao falo nao. mas acredite, ainda é melhor que o bayrisch.

    ResponderExcluir
  3. pq que meu comentario apareceu duas vezes? deleta o duplicado ae! beijo

    ResponderExcluir
  4. Icke! Wat! Eu acho que entenderia melhor que o Hochdeutsch! Parece holandês,né? hahahaha!!!
    O primeiro alemão que eu conheci falava o dialeto de Berlin, então eu realmente achava que "wat" era o correto!!! ele nunca me falou que era dialeto...

    ResponderExcluir
  5. Voc6e só esqueceu de um detalhe: classes sociais. E eu tenho certeza que nesse aspecto, aí não é muito diferente da Holanda não.

    Ou seja, o alemão (holandês) que uma pessoa fala depende muito da sua classe e nível de instrução. Como aliás, em qualquer país do mundo.

    Tem muito holandês aqui que não sabe falar direito (e escreve errado). E claro, não vamos nem considerar os imigrantes (em quantidade cada vez maior emn grandes cidades européias como Berlim e Amsterdam).

    Enfim, uma língua não é só dialetos mas também há jargões de classe e street language! Como os meninos de rua aqui (sim, eles existem e se chamam "hangjongeren").

    Desculpe se fui "chata" mas língua é a minha área de especialização, hehehe.

    ResponderExcluir
  6. entao nao vou nem comentar, nao sou especialista...ora, ora...aff!

    ResponderExcluir
  7. Pois é, às vezes eu chego a falar certo demais e acho que estou errando, mas felizmente marido me alerta para não copiar ninguém na rua hahaha Aí eu digo que eu me sinto diferente e quero ser igual hahahaha mas ele diz que eu tenho que ser forte hahahaha e eu já comecei a pegar os erros dos outros...aí a sensação de vingancinha é boa mesmo hahahaha Mas claro, não quero aqui me fazer de rogada, não...ainda tenho chão pela frente. Bom fim de semana.

    ResponderExcluir
  8. Ei Eve, corri para ler o post e me atualizar nos seus passos para a melhora e você não colocou nada, coloca aí, nêga!

    Na verdade corri aqui para dizer que sonhei com você. Vê aí: a gente estava subindo o elevador do meu trabalho (mas a gente não estava aqui nos Eua, nem no Brasil, nem aí...) e entravam outras pessoas no elevador (não sei quem eram, mas eram nossos conhecidos), e eu falo super empolgada "Dá parabéns para a Eve, ele passou no concurso". E todo mundo dava parabéns daquele jeito baiano "Pôôôô!", "botou pra lá, hein neguinha!".

    Um "chêro"!

    ResponderExcluir
  9. Em toda língua é assim, né, essa loucura. Tem o padrão e as infinitas variações (só que, para ter o status de dialeto, é preciso uma série de critérios que eu não vou detalhar aqui, senão vira post, hehehe). A Europa tá cheínha deles!
    No inglês as variações, além de regionais, são entre países, e entre países que utilizam o idioma como segunda língua ou língua co-oficial. É um caos, mas também é bem divertido. Pode significar, por exemplo, que a gente vai fazer bem poucos erros - é só falar que no dialeto ou na variação X a estrutura é possível! ;)
    bjk
    Mônica

    ResponderExcluir
  10. O maior trauma da minha vida foi chegar na Alemanha com o meu Hochdeutsch bem pobrinho e ter que encarar o meu tio alemão que só falava "bayrisch". Não entendi nada! Pense no choque! kkk :D

    Eve como é que você tá? Já voltou pra casa? Dá notícia da sua saúde!!!

    Um beijo!

    ResponderExcluir
  11. Pois é, a gente aprende tudo lindo e bonitinho na escola pra depois levar um susto na rua.... Quando comecei a fazer o trabalho voluntário aqui na Suíça quase enlouqueci achando que estava aprendendo outra língua rsrsrs... Ainda hoje tenho bastante dificuldade com o "schwizerdütsch"... Beijos!

    ResponderExcluir
  12. Complementando o tópico, ontem ouvi três versoes para dizer "Eu sou paciente", todas vindas de pessoas (alemas) diferentes:

    *Ich bin Gedulder. (masculino)
    *Ich bin Geduldisch.
    *Ich bin Geduldig.

    Me parece que a última é a versao mais "Hochdeutsch", porém como eles mesmo disseram... o importante é ser entendido.

    ResponderExcluir
  13. Tentando comentar aqui de novo! ;)

    Lorna, tomara que seu sonho signifique que eu vou me curar! =P

    Anônimo, ainda poderia ter o "Ich bin geduldik", com o g sendo pronunciado como um k. Acho que se fala mais assim pro sul, Áustria, etc. Aí tb é mais pronúncia mesmo, como a segunda opçào que vc escreveu. ;) Aber, essa Gedulder é totalmente novo pra mim. hehehehehe Vivendo e aprendendo.

    Um pedido aos anônimos: assinem um nome! Assim fica mais fácil me comunicar, caso precise. Brigadinha.

    Aos pouquinhos estou melhorando, continuem com a corrente!

    Bjs!

    ResponderExcluir
  14. Adorei o post, gerou comentários ótimos!
    Bj e melhore logo!

    ResponderExcluir
  15. Eve vc me fez pensar que na colombia eles tb nao falam espanhol correto + né nem eu falo português perfeito entao vou dar uma tregua pra eles :)... que bom que vc tá melhor, oremos e logo vc tá em ksa... bjs

    ResponderExcluir
  16. confesso que nao to nem ai pro alemao dos alemaes. Quero mesmo e saber de voce. Como voce esta, como tem se sentido e como esta a evolucao do seu quadro.

    Sinto saudade dos seus posts mais regulares, de me sentir um pouco mais perto de voce.

    SAra logo, minha querida. Fica bem.

    vai la cuidar dos seus adolescentes!!!

    ResponderExcluir
  17. Estou torcendo para que logo esteja em sua casa, fazendo tudo o que mais gosta e sem problemas medicos. um grande abraco. marciaf56@yahoo.com, se quiser tirar umas ferias aqui no EUA, me escreva terei imenso prazer em recebe-la.

    ResponderExcluir
  18. Obrigado por exclarecer. Anonimo que perguntou!

    ResponderExcluir

Após o término da ligação, continue na linha. A sua opinião é muito importante para nós! =P